<BODY>

sábado, 11 de novembro de 2006

TUDO OK AGORA!!! EEEBBAAAA!


OLÁÁÁÁÁ, MUITO OBRIGADA PELO APOIO DE VOCÊS NESSES DIAS DE TRISTEZAS E JACAS. VOCÊS ME AJUDARAM MUITO, MUITO, MUITO MESMO! E ESSAS COISAS RUINS FICARAM NO PASSADO E PASSADO JÁ PASSOU!

IIUUUUPPPPIIIIII!E HOJE SOU UMA NOVA MULHER! EEBBBAAAAA! RENOVADA, ALEGRE, CONFIANTE E COM ESPERANÇA DE...........DIAAAAS MELHOOOORES PRA SEEEMPREEEEE!!!! (AMO ESSA MÚSICA DO JOTA QUEST), ALIÁS, AMO TODAS AS MÚSICAS DELES, ELES SÓ FAZEM MÚSICAS LINDINHAS E ROMÂNTICAS, EU ADOROOOO, ALÉM DELES SEREM UM COLÍRIO, NÉ? HEHEHE. JÁ OS VI NO SHOPPING MORUMBI QUANDO MORAVA EM SÃO PAULO, HÁ UNS 6 ANOS. HAHAHA. FAZ TEMPO, HEIN?

BOM, ONTEM DIETA 100%, EBBBAAAAA! A COMPULSÃO QUE NÃO É MINHA FOI EMBORA PRA BEM LOOONGEEEE DE MIM! E QUE PERMANEÇA POR LÁ! HEHEHE

FUI NA ACADEMIA E MALHEI COM VONTADE E NO FINAL FIZ ABDOMINAIS EXTRAS. CONVERSEI BASTANTE COM A PROFESSORA DE EDUCAÇÃO FÍSICA QUE ME DÁ AULA LÁ E ELA FALOU QUE NÃO TEM JEITO DE FUGIR DA MALHAÇÃO, AINDA MAIS AGORA PERTO DAS FESTAS DE FIM DE ANO, ONDE A COMILANÇA REINA. AAFFEEEEE.....

NEM ME FALE........AQUI EM CASA JÁ TEM PANETTONE E DA BAUDUCCO QUE É BEM MOLHADINHO! AAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIII, SOCORROOOOOO,,,,NEM ENCOSTEI NELE, EU, HEIN? UMA FATIA TEM 330 KCALS. DEUS ME LIVRE, É O VALOR DE UM ALMOÇO PRATICAMENTE. PORQUE TODA EMBALAGEM DE COMIDA QUE EU VEJO EU JÁ LEIO O RÓTULO! APRENDAM A FAZER ISSO! NÃO ADIANTA LER SÓ A PARTE DA FRENTE, POIS PODE ESTAR ESCRITO LIGHT, MAS QUANDO VOCÊ VIRA E LÊ O RÓTULO DE KCALS, AAFFFEEEEE É DE CAIR PRA TRÁS DE RAIVA DESSAS INDÚSTRIAS QUE ACHAM QUE NOS ENGANAM! HUNF! A MIM ELES NÃO ENGANAM MAIS!

SABIAM QUE ATÉ BOLACHA CREAM CRACKER TEM GORDURA TRANS?????? AFFFEEEE.......O QUE É ISSO? É DE UMA MARCA HORRÍVEL E MAIS BARATA QUE MINHA MÃE COMPROU. ELA COMPROU 2 PACOTES UMA DESSA MARCA E OUTRO DA TOSTINES, ESSA NÃO TINHA GORDURA TRANS, PORTANTO,,,,,VALE A PENA PAGAR UM POUQUINHO A MAIS E COMER ALIMENTOS SAUDÁVEIS, PORQUE NÓS QUE ESTAMOS EM R.A., SABEMOS QUE COMER MUITO É ERRADO, PORTANTO, COMPRE UMA COMIDA MAIS SAUDÁVEL NEM QUE SEJA UM POUQUINHO MAIS CARA, PORQUE VOCÊ VAI COMER POUCO MESMO E ENTÃO VAI DURAR MAIS.

EU AINDA VOU FAZER O SEGUINTE QUE A LUCÍLIA DINIZ ENSINOU:

“QUANDO TIVER COM VONTADE DE COMER CHOCOLATE, VÁ A UMA LOJA QUE PRA VOCÊ SEJA CARA, ONDE VOCÊ NÃO COMPRA HABITUALMENTE E COMPRA 1 DO MESMO VALOR QUE VOCÊ COMPRARIA UMA CAIXA NO SUPERMERCADO. PORQUE SE VOCÊ VAI COMER UMA GULOSEIMA QUE SEJA DE QUALIDADE E EM POUCA QUANTIDADE.” MUITOOOO BOA ESSA DICA, NÉ GENTE? E ISSO PODE SER EM RELAÇÃO A OUTROS TIPOS DE COMIDA TAMBÉM! ESSA MULHER SABE O QUE FALA! POR ISSO É UMA VITORIOSA.

LEIAM ESSE TEXTO ABAIXO, ELES NOS AJUDARÁ BASTANTE:
Comi um pedaço de bolo no trabalho. Era aniversário de uma colega. De cara pensei "está tudo perdido!" "Vou estragar minha dieta!". Saí do escritório, passei em um Supermercado e comprei doces e sorvetes. Afinal, "perdido por um..." Em casa, devorei tudo isso e muito mais. Dor, culpa, arrependimento e... mais comida. Final de mais uma dieta!" Mais uma frustração, auto-estima lá em baixo! (Depoimento de Maria Lucia, 28 anos)".

Esse relato revela o lado "gordo" de nossa amiga. Sua forma distorcida de avaliar a realidade a levou a ter uma atitude negativa em relação a seu peso e à alimentação. Com certeza, no escritório, todos os colegas comeram uma fatia de bolo.

Os de "cabeça magra" voltaram a seu trabalho e não pensaram mais no assunto. Nem ficaram planejando "compensar" o bolo na hora do jantar. Cada qual voltou para sua casa e tocou sua vida.

Já para Maria Lúcia, comer um pedaço de bolo provocou pensamentos automáticos distorcidos, do tipo "está tudo perdido", "estraguei tudo", por causa de experiências passadas. Foi por causa desses pensamentos que ela acabou se sentindo culpada e perdeu o controle.Esse tipo de comportamento acaba se tornando automático. E Maria Lucia se comporta assim sem perceber. Aceita, sem qualquer contestação, pensamentos distorcidos como verdadeiros sem se dar conta. Enquanto ela não aprender a "desmontar" esse comportamento, será refém de situações desse tipo.

Lembre-se: pensamentos distorcidos geram comportamentos distorcidos e refletem crenças errôneas.

Mas, como desmoronar esse ciclo vicioso? Maria Lucia precisa estar atenta aos primeiros sinais de que a coisa vai acontecer. Para isso deve avaliar como os pensamentos acontecem, perguntando: "O que estou pensando agora?" , "O que se passa em minha mente?" E daí questioná-los. "SERÁ que realmente estraguei tudo? Como posso justificar isso? Bem, comi um pedaço de bolo e acrescentei algumas calorias à minha dieta HOJE, mas, se eu parar agora, não terei estragado nada!" Pronto! Estamos começando a quebrar um jeito de agir e pensar que faz mal. Assim, questionando os pensamentos negativos, podemos aos poucos substituÍ-los por outros mais lógicos e que podem gerar atitudes mais equilibrados.

Entenda: se não me sinto culpado de ter comido um pedaço de bolo, se compreendo que isso não é o caos, posso evitar o ataque de comer.

É a sensação de falta de controle que leva à culpa, que gera ansiedade, que leva à comida e à sensação de falta de controle, que leva de novo à culpa, à ansiedade ...Temos de romper esse ciclo.

No começo do "desmanche" desse comportamento preocupe-se com o processo, não com o resultado. Este virá como conseqüência. Encare os erros como oportunidade de aprendizado, não como fracassos.

BEIJO, BEIJO, BEIJO,

DEVAGAR E SEMPRE!

:: Por: Andreia às 12:03 AM::
[ haloscan:  ]
[ 0 Comentários: deixe seu comentário ]