<BODY>

segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

O RESULTADO É DO TAMANHO DA NOSSA DETERMINAÇÃO

OLÁ LINDINHAS DO MEU CORAÇÃO!!!!!!!!

Mas como vocês são gracinhas, viu? Gracciiinhaaaaaa!!!!!!!!! Hahaha. Tenho mania de falar assim. Adorei cada recadinho e estou respondendo a todos, ta? Muita calma nessa hora, porque responderei só a noite, ta? Mas vão deixando seus recadinhos aí, hein?

Então, meu findy foi ótimo em relação ao plano emagrecimento, malhei sábado e domingo e minha RA está 100% também. Gente de Deus, hehe, tenho nutri terça e além disso quando me disponho a fazer algo, eu faço mesmo,,,,,então se vou pagar a nutri é porque vou comer direitinho e seguir as orientações dela, senão não valeria a pena ir lá, né? Por isso quis assentar minha cabeça antes de ir lá, pra no dia (terça) eu já estar preparada para fazer tudo que ela mandar e olha que eu sigo à risca, viu? Compro os produtos que ela me indica e tudo o mais. Eu estou é curiosa pra saber o que ela vai me falar sobre meu peso, ai,ai,,,,,meu peso não alterou desde dezembro, mas será que ela vai achar legal ou vai achar ruim? Visto que ainda quero emagrecer 5 kgs?! Só esperando pra ver, mas contarei aqui como foi.

Pois é, eu acho que não vou mesmo tomar remédio de regime não. Senão depois que emagrecer corro o risco de engordar e isso eu não quero não. Ainda mais agora que consegui manter meu peso. Beleza isso, viu?

No findy assisti um filme no cinema com minha irmãzinha e cunhado e dessa vez comprei o saquinho de pipoca pequeno e água, pois se eu tomar coca cola light eu tenho que sair no meio do filme para ir ao banheiro, pois sou “maria banheiro”. Hahahaha. Foi um filminho boboooo, sessão da tarde, mas não tinha outro. É aquele do museu, nem lembro o nome. Hahahaha...mas valeu assim mesmo.

Então....saiu uma reportagem super legal no Jornal Folha de São Paulo de domingo e que eu vou escrever uns trechos aqui. Quem não se identifica ou já se identificou com os trechos abaixo? Muitas de nós, não é mesmo? Eu mesma quando pesava em torno de 75 kgs até 85kgs (que foi meu máximo), me vi em algumas dessas situações. Tanto é que quando fiquei magra a 1ª vez na vida em 2003, mas magra de verdade e não gordinha,,,,,,eu ficava encantada porque podia entrar em qualquer loja e comprar o que quisesse pra mim. Noooossaaaaa....nessa época eu comprei muuiittoooo, hehehe, até coisas desnecessárias, mas é que fiquei deslumbrada, também pudera, eu só fazia roupa na costureira, porque sempre usei roupas de acordo com meu corpo, nunca coloquei uma roupa justa em mim quando era gordinha. Cada um cada um, mas eu não me sentia bem. E como eu me vestia bem, de acordo com meu corpo, nem parecia ser tão gordinha assim! Aammoooo moda e adoro desfiles, tendências, marcas, estilistas etc e tal! Então copiava tudo, mas agora graças a DEUS eu posso comprar na loja mesmo. E realmente.... não tem comida que substitua esse prazer!

Reportagem O Peso da Moda:

Diretora de uma agencia de eventos e apaixonada por moda, Cristina, 50 anos, procura e quase nunca encontra roupas sofisticadas para seu manequim 48. “Uma vez eu apelei”, conta. “precisava de uma calça preta para uma ocasião específica, rodei essa cidade inteirinha e nada. Nenhuma peça me servia. Aí entrei numa loja para gestantes. A vendedora me perguntou de quanto tempo eu estava grávida e inventei que era de 5 meses!”

“Eu sou ousada, sei me vestir, não tenho culpa se as grifes não me querem como cliente”, diz Cristina. Ela sofre de um problema recorrente entre gordinhas chiques: ter dinheiro, gostar de moda, mas ficar só na vontade quando passa diante das vitrines, porque não encontra peças para seu manequim. Aos números:

- o jeans diesel vendido no Brasil vai, no máximo, até o 44. As etiquetas oferecidas pela multi marcas Jeans Hall (do Shop. Iguatemi) não passam do 42; muitos modelos aliás, só vão até o 38. Giorgio Armani pára no 46. Dolce & Gabbana, no 44. Fórum, também no 44. Mas por quê?

“as grifes não têm obrigação de vestir os mais gordos. Louis Vuitton, por exemplo, não oferece roupas para teens. Fazer modelagens muito maiores é inviável para as marcas porque a procura por esse tamanhos não justifica sua fabricação em larga escala”, argumenta Marcelo Sebá, diretor de marketing da Diesel.

Alguns modelos de jeans são mesmo feitos em modelagem menor. Uma calça de cintura baixa, por exemplo, não cairia bem numa pessoa maior. Por isso, as marcas que vendemos nem fabricam”, diz Mariana Nahas, da Jeans Hall.

“Eu nem entro em algumas lojas”. Pra quê? Nunca tem nada do meu tamanho mesmo. Aliás, as vendedoras nem deixam você ficar dentro da loja. Cansei de entrar para comprar presentes e ver uma mocinha aflita me avisar de cara: “Ai, aqui não tem nada para o seu tamanho!” mas eu só queria comprar um presente!” diz Sylvia, 53 anos, manequim 48.

Lindinhas por hoje é só! Deixa eu trabalhar senão “papi chefe” vai “buzinar” na minha orelha. Hehehehe

Até mais e........

DEVAGAR E SEMPRE!

:: Por: Andreia às 1:56 PM::
[ haloscan:  ]
[ 1 Comentários: deixe seu comentário ]